segunda-feira, 2 de maio de 2011

Aldo Rebelo Altera Alguns Pontos do Novo Código Florestal


Após muitas discussões sobre a polêmica revisão do código florestal, o deputado Aldo Rebelo modificou alguns pontos da sua proposta para garantir mais apoio para a aprovação do projeto.

Em relação às APPs às margens de rios, o primeiro substitutivo pretendia reduzir de 30 para 15 metros essa área no caso de córregos – menos de 5 metros de largura. O novo texto mantém as faixas atuais da mata ciliar, que variam de 30 metros, para rios de até 10 metros de largura; a 500 metros, para rios com largura superior a 600 metros.

Um acordo permitiu que, apenas no caso de APPs já devastadas às margens de rios de até 10 metros, o agricultor ou morador da área será obrigado a reconstituir a mata ciliar pela metade, ou seja, 15 metros. Nos demais casos, a APP deve ser mantida integralmente, o que, segundo Aldo Rebelo, trará prejuízos para a agricultura.

O material está enfrentando resistência do Partido dos Trabalhadores e do Partido Verde, que juntos somam 102 deputados. Aldo Rebelo garante que tem o apoio de 11 partidos para aprovação do tema. Nesta terça, dia 3, Ministros do governo se reúnem com a bancada do PT na tentativa de um consenso para garantir a votação.


OPINIÃO DO BLOG: Quem não deve ter gostado nada da manutenção das áreas de APPs devem ter sido os ruralistas que não vêem a hora de desmatar tudo para ganhar dinheiro.


Saiba mais: Câmara dos Deputados e Canal Rural

Um comentário:

  1. Clemente Coelho Junior3 de maio de 2011 19:53

    PCdoB é um aprtido de esquerda mesmo? Os ruralistas representam as populações tradicionais? Mas tem certeza mesmo que o PCdoB é socialista?

    ResponderExcluir