terça-feira, 6 de dezembro de 2011

LISTA DE ESPÉCIES AMEAÇADAS É ALERTA À CONSERVAÇÃO

Por Gabriela Machado

http://style.greenvana.com/2011/lista-vermelha-de-especies-ameacadas-e-atualizada/

Acaba de ser atualizada a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, da União Internacional pela Conservação da Natureza (IUCN, em inglês) e chamada de “barômetro da biodiversidade” pela revista Science.

A relação conta agora com 61.900 espécies ameaçadas ou em ameaça crítica, denominação para quando restam poucas centenas ou apenas dezenas de indivíduos de um determinado grupo.

Entre as espécies mais comentadas da lista estão os sapos, com 26 variações recém-descobertas e já indicadas como ameaçadas. Exemplos são o sapo venenoso da espécie Ranitomeya summersi e o vulnerável Ranitomeya benedicta. A lista afirma que 40% das espécies de répteis terrestres de Madagascar estão ameaçadas. A sobrevivência desses camaleões, lagartos e cobras representa um desafio, segundo a IUCN.

Devido à exposição na lista, espécies ameaçadas de lagartos, como o Paroedura masobe, terão mais destaque em projetos de conservação futuros. Novas áreas de conservação foram criadas para manter espécies criticamente ameaçadas, como o camaleão Tarzan (Calumma tarzan), por exemplo.

Considere um “luxo” comer atum em algum restaurante japonês: cinco das oito espécies do grande peixe estão classificadas nas categorias como ameaçadas ou vulneráveis, incluindo o atum-rabilho (Thunnus thynnus). Também é mais difícil encontrar a variedade, pois a espécie não se adapta a criadouros artificiais.

O grupo também enfatiza que 25% dos mamíferos estão sob risco de extinção, mesmo com o apoio de programas ambientais. Mas não se deve perder as esperanças: a espécie de rinoceronte branco Ceratotherium simum simum, que segundo divulgado pelo UOL chegou a uma população de cem indivíduos no fim do século 19, atualmente conta com mais de 20 mil indivíduos, graças a esforços de grupos de preservação.

Foi também com a ajuda de programas de conservação que os cavalos de Przewalski (Equus ferus) passaram da condição de extintos, declarada na década de 1990, para uma população hoje estimada em mais de 300 animais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário