quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Justiça cega pune pescadores do Cumbe

Triste história do poder econômico destruindo a natureza e as famílias do Sítio Cumbe. 
Recentemente, uma liminar expedida pela Juíza Ana Celina Monte Studart Gurgel Carneiro, da Primeira Vara da Comarca de Aracati (CE) reintegra posseiro que construiu sua fazenda de camarão sobre área de mangue (Área de Preservação Permanente), requisitando força policial para expulsá-los por estarem utilizando o manguezal para pescar e criar ostras (veja liminar abaixo, na sequência de fotos - cliquem e se abrirá na tela para melhor visualização), ameaçando a atividade deste empresário.
O que está errado nisso, pergunto? Se os pescadores tradicionalmente usuários desse recurso não podem utilizar os mangues para seu sustento e sobrevivência, sobrará apenas para os empresários inescrupulosos o fazerem, respaldado pela leitura equivocada e tendenciosa da justiça? Já não bastasse o trator do Novo Código Florestal, ameaçando a segurança e a soberania alimentar, agora a justiça a favor daqueles que cometem crimes ambientais. 

A pesca artesanal é responsável por mais de 70% da produção no Norte e Nordeste. Os manguezais geram quase 10 empregos por hectare, enquanto que a atividade de carcinicultura, menos de uma.
A impunidade, o descaso do governo, a corrupção e principalmente a política assistencialista, travestida de um discurso pseudo-socialista, além do desmonte da gestão ambiental brasileira, vem provocando a exclusão social, a favelização e a destruição da nossa cultura, da família e da tradição. Futuro mais do que ameaçado, enquanto estivermos com as mãos atadas e sujeitos a cegueira jurídica guiada pelo judiciário.

O link abaixo relata o sofrimento das pessoas na Comunidade Sítio Cumbe, em Aracati, Ceará. O Blog construído pela comunidade relata o descaso das autoridades, os crimes sobre os pescadores e usuários dos recursos naturais, a invasão de áreas públicas, a destruição dos manguezais e dunas pela carcinicultura e usinas eólicas, a ameaça a soberania e segurança alimentar. Sintam a pressão que essas famílias tradicionais vem sofrendo. As fotos abaixo foram extraídas deste Blog:

http://comunidadesitiocumbe.blogspot.com.br











Nenhum comentário:

Postar um comentário