quarta-feira, 12 de março de 2014

Sítio Cumbe: continua a violência sobre a comunidade

Segundo relato de moradores, a violência continua sobre a Comunidade do Sítio Cumbe (Aracati, CE), subsidiada por uma decisão equivocada de reintegração de posse, sobre uma área tradicionalmente de pesca.
Imagens da ação violenta do Comando Tático Rural – COTAR, que na manhã de hoje invadiu e atacou com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha a comunidade de pescadores e marisqueiras do Cumbe. Segundo notícias um estudante do curso de Sociologia da Universidade de São Paulo – USP, que realizava pesquisa na comunidade, ainda encontra-se preso em Aracati. Há ainda diversas denuncias de que policiais fazem rondas no local buscando prender supostas lideranças! O clima é tenso e merece toda atenção e solidariedade, suplicam os moradores.

O COTAR usou da arbitrariedade da justiça, a favor dos empresário e contra os pescadores/as do mangue do Cumbe. Com a ordem da juiza da 1ª Vara da Comarca do Aracati, Ana Celina Studart Monte Gurgel Carneiro, a favor do empresário da fazenda de camarão - segundo relatos.


Fiz uma postagem anterior a essa detalhando o problema. Vou manter este canal aberto para divulgar a situação.

Força amigos do Sítio Cumbe. A Justiça tarda (falha na maioria das vezes), mas tenho fé que irão vencer! Segue link da outra postagem: http://caoseclorofila.blogspot.com.br/2014/02/justica-cega-pune-pescadores-do-cumbe.html

Saiba mais na reportagem abaixo:
http://www.opovo.com.br/app/ceara/aracati/2014/03/13/notaracati,3219790/policia-expulsa-comunidade-de-area-sob-conflito-em-aracati.shtml 
 
 








Nenhum comentário:

Postar um comentário